Reestruturação empresarial: os 3 principais passos para a reorganização dos negócios

Compartilhe
Reestruturação empresarial: os 3 principais passos para a reorganização dos negócios

É comum que em momentos de crises financeiras as empresas sejam impactadas. Em outras ocasiões, a má gestão interna e os momentos de baixa de vendas podem provocar modificações e impactar negativamente os negócios.

Para retomar as atividades de forma harmônica, os empreendedores e líderes podem recorrer à reestruturação da empresa, guiados pelos profissionais da área. Quando consultados, os especialistas tendem a seguir três passos para a melhor gestão e reorganização da empresa. São eles:

1. Diagnóstico

É o processo inicial e mais importante para o entendimento da crise interna. Nesse momento são feitas as análises aprofundadas sobre os sintomas, causas e o nível da crise, para entender de que forma é preciso atuar.

O desempenho nos últimos anos geralmente é levado em consideração. A forma como os pagamentos são realizados, os gastos com os parceiros e recursos, a organização dos departamentos, políticas internas e o desempenho dos colaboradores também são tópicos estudados e a serem levados em consideração.

2. Análise e construção de plano

Após o levantamento, há a criação de um planejamento de reestruturação que precisará ser seguido pela empresa. Ele é criado pelos advogados responsáveis pelo caso e pode englobar a reorganização operacional, estratégica e financeira. Os profissionais responsáveis por cada mudança devem ser escolhidos nesta etapa do processo.

É importante que o plano seja personalizado levando em consideração as necessidades do negócio estudado.

Conheça nosso e-Book “Recuperação Judicial e Extrajudicial em tempos de crise”

3. Estabilização e retorno ao crescimento

A última etapa consiste na superação das causas da redução do desempenho da empresa, ou seja, na diminuição dos custos e despesas, como a venda de ativos que não sejam tão importantes para a operação. O incentivo a melhoria das vendas também acontece nesse momento, com as empresas tendo que rever a forma como os produtos são divulgados, com enfoque nas novidades do mercado e principalmente, no cliente.

O objetivo, no final, é atingir a melhoria completa da empresa, garantindo a redução dos custos, o aumento da produtividade e o maior controle dos processos e atividades. O monitoramento acaba sendo importante após a criação do planejamento e inclusão na rotina da empresa.

Como destacado acima, desde o primeiro passo é necessário que haja o aconselhamento e a produção por parte dos profissionais do meio jurídico. A Recuperação Brasil atua de forma consultiva ajudando as empresas a retomarem as atividades e a restabelecerem seus negócios da maneira correta, ultrapassando as crises financeiras. Conheça mais sobre os serviços oferecidos e entre em contato acessando o link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outros posts